Etérea Blog

Spider

11 de julho de 2017
sussie-spider-tatiana-vieira

minha pedalada matinal numa espécie de floresta, quase cenário de A Bruxa de Blair. Mostrei fotos a algumas pessoas e algumas me disseram que jamais fariam aquilo sozinhas e na escuridão. Era isso ou pedalar na autorestrada, entre os caminhões e motoristas velozes, que mal me enxergam, mesmo com várias luzes penduradas e colete. Nada é 100% seguro.

só ouvia ruídos, não conseguia saber o que se passava, mas seguia. Sentia umas coisas, mas, em velocidade ou devagar, não dava para saber. Mal via o que estava no chão a 5 cm do pneu da bike! Sendo agora Verão, às 5h da manhã já tenho dia claro. Vejo os animais [ nhoin ] pelo caminho e, claro, os insetos. Pra quem tem nojo, melhor pausar a leitura por aqui. xD

na temporada China, descobrimos uma variedade de insetos gigantes, que é febre entre as crianças. Elas nem fazem questão de brinquedos. Qualquer coisa garante a diversão. Muitas teias de aranha nas árvores. Até aí, tudo bem. Bem nada, um inseto tipo percevejo, verde-irisado voou em mim, grudou e não queria sair. Bem no meio de treino de grupo, em que temos que fazer tarefas sincronizadas. Para não levar bronca, em dois pulos, o soltei de mil e pisei. Aff, virou um arco-íris no chão. Sorry, foi no reflexo. O cheiro então. Ainn… :(

na temporada Flórida, teias nível algodão doce. À primeira ideia parece bacana. Mas, se diariamente elas produzem teias dessa magnitude, imagine como são as belezinhas. [ e eu que brincava com essas coisas ao falar sobre a Austrália, rs. Uma ignorante, admito ]

como quase ninguém usa as pseudo-calçadas [ sim, pseudo porque, ô, no limite e quando tem uma ], logo, ninguém limpa as massas de teia dos jardins. Falando em jardins, área verde, a cidade foi “projetada” para carros e os parques são gratuitos apenas para moradores. :s Visitamos um, não muito longe de onde moramos, por ser perto e gratuito.

surpresa! Ao chegar perto do lago e olhar para o céu em busca daquela foto, ops… Simplesmente havia um teto cuidadosamente tramado por cima de nós. Dava vontade de não respirar para não ser percebida. Dezenas de aranhas. Não precisei de maiores explicações para entender qual era a do local vazio e ter ninguém na guarita cobrando.

depois desta fase preparatória, uma baita aranha apareceu no banheiro do novo apê aqui na Alemanha. Dei-me por finalmente pronta. Agora é seguir. Pela manhã, quase sempre em meu percurso cruzo uma faixa de teias de aranha, que não é perceptível aos olhos, só sinto depois que ela cruzou meu rosto, pescoço ou braço. Já percebi, minutos depois, que tinha uma aranha andando em mim. Já ficamos amigas.

hoje tenho maior respeito por elas. No Verão tem muito inseto voador e as aranhas nos ajudam a equilibrar a coisa. Então eu só aviso que vou destruir a arte delas, mas que podem ficar, de boa – e se não forem maiores do que eu, porque, né?… xD

Postagens relacionadas

moving-sussie-tatiana-vieiraContinue caminhando sofasana-sussie-tatiana-vieiraSofasana time-sussie-tatiana-vieiraRespire